fbpx

Inteligência Artificial: o que é?

6 minutos para ler

Se você chegou até este artigo porque procurava por informações sobre o que é inteligência artificial (IA), é provável que já tenha visto tecnologias baseadas em inteligência artificial assistindo filmes de ficção científica, mas o fato é que ela é mais real e presente em nossa sociedade do que muitas pessoas possam imaginar.

Fundamentada em conceitos de Computação e Estatística, a IA é uma área que procura desenvolver técnicas que permitam máquinas realizar tarefas que geralmente são realizadas por humanos e, portanto, tem sido aplicada em soluções para as mais diversas necessidades da vida moderna. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura do nosso artigo!

Inteligência artificial: o que é?

De forma simplificada, é a área que possui técnicas que procuram traduzir os conceitos que temos de inteligência, seja reconhecimento de padrões, capacidade de improvisação, lógica e muito mais. Dentro de inteligência artificial existem várias sub-áreas, que utilizam abordagens diferentes para criar essas “simulações de inteligência”.

Uma sub-área extremamente relevante é a aprendizagem de máquina (Machine Learning), que aborda o problema do aprendizado a partir de exemplos.

Ou seja, são fornecidos dados como exemplos e são identificados padrões, que podem ser, por exemplo:

  • Mapeamentos: por exemplo, dadas informações de um cartão de crédito, identificar as que são fraudes e as que não são.
  • Agrupamentos: considerando dados de clientes, separar os clientes em grupos baseados em similaridade de comportamento.
  • Detecção de anomalias: identificar os dados que mais se sobressaem dentro de um conjunto para mais investigação, e assim por diante.

Além disso, você já pode ter ouvido falar sobre o termo Deep Learning, que geralmente se refere a um tipo de algoritmos de machine learning que realiza processamentos em várias camadas.

O Deep Learning abrange técnicas de inteligência artificial que ganharam uma grande projeção recentemente, e é utilizado na análise dados como Imagem, Voz e Texto.

Com todas essas possibilidades, muitos se perguntam o que possibilitou essa evolução toda nos últimos anos, e conseguimos destacar dois fatores principais:

  • Big Data: O volume de dados que são armazenados (a um custo menor do que antigamente), assim como sua variedade em tipo, são cruciais para conseguirmos detectar padrões mais assertivamente.
  • Poder de Processamento: As máquinas ficaram mais baratas, mas não só isso, hoje temos meios mais eficientes de realizar operações matriciais, utilizando as placas gráficas (muito utilizadas em Jogos) para acelerar o processo de aprendizagem das técnicas de IA, tornando-as viáveis.

Quais são as aplicações da Inteligência Artificial?

É importante entender como a Inteligência Artificial vem sido aplicado no nosso dia-a-dia e dentro das empresas. Isso é válido tanto para quem quer se tornar um Cientista de Dados (responsável por criar essas aplicações), quanto para qualquer pessoa que quer ter um entendimento melhor do funcionamento de produtos e serviços. Os exemplos são infinitos, mas separamos alguns para representar o que é possível fazer com IA:

  • detecção de fraudes — considerando histórico de transações, dada uma nova transação indicar se ela deve ser uma fraude ou não, e a partir disso decidir realizar um bloqueio automático de cartão;
  • recomendação de filmes — ao assistir Netflix (ou outros serviços de streaming), cada usuário possui recomendações personalizadas, que são feitas a partir da detecção de padrões de consumo dos usuários, cruzando com informações dos filmes disponíveis (chamamos isso de sistema de recomendação). Também vemos aplicações similares em e-commerce, e praticamente qualquer produto que deve escolher algum produto/serviço de um acervo para apresentar para um usuário.
  • marketing direcionado — separação automática dos clientes em grupos, agrupando-os de acordo com sua similaridade em termos de perfil e/ou padrões de consumo. Esse agrupamento é feito para realizar testes de campanhas de marketing e identificar ações mais assertivas para cada grupo;
  • veículos autônomos — seja para dirigir um carro automaticamente (como temos visto os esforços da Tesla, Waymo e outras empresas), ou para controle de robôs menores em fábricas (como utilizado na Amazon para controle de estoque), inteligência artificial é utilizada para melhorar o controle dos robôs em ambientes menos controlados, procurando fazer com que sejam mais adaptáveis a situações novas;
  • análise de imagem — existem várias aplicações nessa área, mas podemos destacar a autenticação facial presente em muitos celulares, monitoramento e análise automática de câmeras de segurança, e por aí vai.

E muito mais.

Como trabalhar com Inteligência Artificial?

Existem algumas possibilidades para quem quer trabalhar nessa área. A seguir apresentamos algumas das carreiras mais relacionadas:

  • Pesquisador: Desenvolve e melhora técnicas da área. Além dos pesquisadores estritamente acadêmicos, existem times em grandes empresas como o Google Brain, Facebook Research e outros.
  • Cientista de Dados: Profissão em alta ao redor do mundo, é responsável por aplicar e adaptar técnicas de inteligência artificial para resolver problemas de negócio.
  • Analistas: Analistas de praticamente qualquer área hoje podem incrementar suas análises usando técnicas de Inteligência Artificial.

Esses profissionais podem também se especializar em um domínio específico, e acreditamos fortemente que em um futuro breve inteligência artificial se tornará uma habilidade mesmo para quem não atuará diretamente em uma dessas posições.

Ferramentas

Ferramentas de Inteligência Artificial

Apesar de existirem ferramentas com interface gráfica para criar modelos de inteligência artificial, esses profissionais tendem a utilizar alguma linguagem de programação.

Certas aplicações podem pedir linguagens de programações, mas nos últimos anos utiliza-se principalmente o Python e o R.

Se você está aprendendo do zero, nossa recomendação é procurar aprender Python e suas principais bibliotecas: Pandas, Seaborn e Sci-kit learn, juntamente a parte teórica.

O R também é excelente, e é recomendado para quem já possui um background em estatística. O Python é recomendado aqui por ser uma linguagem flexível e com um excelente suporte da comunidade de Inteligência Artificial.

Concluindo…

Como você pôde conferir neste artigo, Inteligência Artificial é um conceito bastante abrangente e suas aplicações continuam sendo desenvolvidas e aprimoradas. Em uma sociedade moldada pelas facilidades proporcionadas pela tecnologia, a tendência é que soluções baseadas em IA ganhem cada vez mais espaço.

Portanto, se você pretende construir uma carreira em TI, é muito importante saber que a Inteligência Artificial está presente em praticamente todos os setores.

As informações abordadas no artigo de hoje foram úteis para você? Então aproveite para acessar o nosso site e aprender mais!

Posts relacionados

Deixe um comentário