fbpx

Qual linguagem de programação aprender primeiro? Entenda!

8 minutos para ler

Uma dúvida muito comum dos entusiastas da programação que estão começando a se profissionalizar agora é: qual linguagem de programação aprender primeiro? Isso é comum, porque ouve-se muito falar sobre elas no universo da tecnologia.

Essa escolha é importante. Isso porque as linguagens de programação estão intimamente ligadas ao processo de codificação das suas soluções. Escolher a linguagem certa de programação pode ser a grande diferença entre você acabar se frustrando ou conseguir tirar sua ideia do papel.

Pensando nisso, vamos tirar suas dúvidas sobre esse tema tão importante a seguir. Boa leitura!

Qual linguagem de programação escolher?

Java, C++, Python, Kotlin, Swift— essas são apenas algumas das principais linguagens de programação existentes, mas há várias outras. Com um leque enorme de opções, como escolher a melhor para começar? Quais são mais fáceis ou mais difíceis? Qual a aplicação de cada uma delas?

Em primeiro lugar, é importante saber identificar o que é, essencialmente, uma linguagem de programação. Bem, a partir dela, é possível se comunicar com processadores e sistemas operacionais, por meio de um compilador ou interpretador. Afinal, as máquinas não entendem a nossa língua humana, mas sim códigos binários de 0 e 1.

Cada linguagem de programação é mais adequada para determinado contexto: algumas são mais utilizadas em web, outras em ciências de dados e assim sucessivamente. Certas linguagens se encaixam melhor do que outras em alguns contextos, portanto, é fundamental saber identificar quando você deverá aprender cada uma delas e de que forma poderá aplicá-las futuramente.

E se eu não souber o que quero fazer?

É claro que a escolha inicial não precisa ser focada em um uso específico. Na verdade, em um primeiro momento, é mais importante entender a lógica de programação em si do que escolher uma linguagem, essencialmente. Assim, você conseguirá identificar em qual área deseja investir e poderá escolher o tipo de linguagem com a qual pretende trabalhar futuramente. Então, na dúvida, não se preocupe: você conseguirá transitar facilmente entre linguagens se estiver dominando a lógica.

Vamos mostrar, a seguir, algumas das principais linguagens e suas funções. Assim, será mais fácil identificar quais delas são mais indicadas para os seus interesses.

Powered by Rock Convert

Por que aprender HTML, CSS e JavaScript?

HTML, CSS e JavaScript são linguagens muito utilizadas em desenvolvimento web, ou seja, são úteis quando a pessoa tem o anseio de aprender como criar soluções digitais para serem utilizadas nos navegadores.

Por meio delas, é possível criar páginas web, sendo um tripé fundamental para front-end (parte do desenvolvimento responsável por criar a interface, ou seja, a parte com a qual o usuário final interage de fato).

O tripé funciona da seguinte forma: o HTML é o que oferece a estrutura para um sistema web. Define o que é texto, coluna e imagem. Porém, utilizando apenas ele, temos elementos sem muita vida. É aí que entram as outras linguagens.

O CSS é utilizado para adicionar cores, espaçamento, definir negrito, entre outros pontos que tornam a página mais atrativa. Por fim, o JavaScript vem como uma forma de oferecer maior movimento e ação à página, completando o tripé do desenvolvimento web. O JavaScript é a linguagem de programação de fato nesse caso (as demais são conhecidas como linguagens de marcação), então caso tenha interesse em futuramente ir para a área de desenvolvimento web ou back-end (existem bons frameworks para codificar a parte dos servidores em JavaScript também), é uma boa opção.

(Se tiver dúvidas sobre o que é back-end e front-end temos este artigo para esclarecer melhor esses papéis)

Por que aprender Python?

Python é uma das linguagens mais poderosas e utilizadas no momento. Ela está ligada ao Big Data e à Ciência de Dados, dois temas bastante importantes para o momento atual. Os cientistas de dados têm uma maior afeição por esse tipo de linguagem devido a uma série de motivos.

Um dos principais é o fato de ela ser uma linguagem de fácil aprendizagem e leitura, algo fundamental para conseguir desenvolver códigos sem se preocupar tanto com os detalhes da linguagem e conseguir focar mais nos aspectos intrínsecos à Ciência de Dados e Inteligência Artificial.

Além disso, essa é uma linguagem de programação popular, sendo aplicada pelas mais diferentes equipes nas empresas.

Outras razões para essa linguagem ser bem-vista são:

  • há uma grande comunidade de apoio, o que permite que os programadores possam tirar suas dúvidas e aprenderem mais com outros colegas de área;
  • é possível encontrar uma variedade grande de bibliotecas de análises de dados, que cresce em velocidade exponencial;
  • é uma linguagem fácil de aprender, pois foi projetada para ser simples;
  • por ser interpretada, existem ambientes de desenvolvimento amigáveis para prototipação rápida (os Jupyter Notebooks).

Por que aprender Kotlin e/ou Swift?

Uma área em constante crescimento é o desenvolvimento mobile. Afinal, o número de dispositivos móveis aumenta constantemente a cada ano. A estimativa é que, em 2020, ocorra um crescimento de 1,2% na compra de smartphones, por exemplo.

Hoje em dia, é muito difícil pensar em realizar suas atividades diárias sem um dispositivo móvel, não é mesmo? Afinal, tablets, smartphones ou wearables (como os smartwatches), que tem ganhado muito destaque nos últimos anos, são parte de nossa rotina e merecem atenção por parte dos programadores.

Para quem deseja entrar nessa área, as linguagens Kotlin e Swift são uma ótima opção e têm se tornado cada vez mais populares, subindo no ranking da Redmonk. Atualmente, o Swift está em 11º lugar, enquanto o Kotlin está em 19º lugar.

Considerando que a lista não é separada em funções, ter essas duas linguagens figurando entre as 20 primeiras posições mostra a força delas no mercado.

Quais outras linguagens são interessantes para o seu aprendizado?

São apenas essas as linguagens que merecem atenção? Não! Outras também são usuais no ambiente de programação e devem ser observadas e aprendidas, pois podem ser necessárias em projetos futuros dos quais você esteja participando. A seguir apresentamos uma descrição rápida do uso comum de cada uma:

  • Java: Conhecido por rodar em praticamente tudo, é o tipo de linguagem utilizada em muitos programas de computador. Uma curiosidade é que o MineCraft foi feito nessa linguagem;
  • Go: Surgiu como uma alternativa ao C++ e ao Java, devido a necessidades do Google para realizar computação distribuída.
  • C: Linguagem muito usada em sistemas embarcados e quando há necessidade de altíssima performance;
  • C++: Mantém as propriedades do C, porém adiciona algumas features que deixam mais fácil o desenvolvimento de aplicações mais completas. É utilizado quando o sistema a ser desenvolvido já é um pouco mais complexo mas ainda assim possui necessidade de alta performance;
  • C#: Muito utilizada no desenvolvimento de aplicativos desktop, também ganhou projeção por ser uma das linguagens utilizadas no Unity, uma engine para desenvolvimento de Jogos;
  • R: Uma alternativa ao Python, que possui boa adoção dos estatísticos e, por isso, é fácil de encontrar bibliotecas com técnicas estatísticas bem recentes;
  • Assembly: Linguagem de baixo nível que é utilizado principalmente quando precisamos de uma manipulação mais direta do hardware (drivers de dispositivos, sistemas embarcados de baixo nível, etc), também é uma linguagem utilizada por profissionais para ajudar no processo de debugging de alguns softwares;
  • Entre outras!

Sabemos, são muitas opções. Nossa recomendação pessoal é que pense que tipo de projeto você gostaria de fazer para começar, e escolha a linguagem adequada dentre as que apresentamos neste artigo. Depois, se você quiser aprender outras, será bem mais fácil do que a primeira vez, além de que ter um pouco de conhecimento em uma linguagem ou outra pode acabar sendo útil no seu futuro.

Como aprender sobre linguagem de programação?

Essa talvez seja a pergunta mais importante. Além de definir qual linguagem de programação aprender primeiro, você deve escolher como deverá aprender sobre elas. Para quem está começando agora, pode ser um grande desafio entender como funciona a lógica de programação e como cada linguagem opera.

Por isso, é importante conhecer bons cursos, com profissionais capacitados não só para oferecer um conteúdo de excelência, mas também para ensiná-lo, de forma didática e eficiente, sobre o universo da programação, indo além da mera questão técnica.

Assim, diminuem-se os riscos de falhas e dificuldades no processo de aprendizagem, e você consegue ter um ensino que seja, de fato, eficiente, levando-o ao sucesso profissional.

Neste artigo, você pôde perceber que, para escolher qual linguagem de programação aprender primeiro, é fundamental identificar os seus objetivos, além de contar com um corpo profissional especializado para ter um aprendizado que seja eficaz e reduza possíveis dúvidas que possam aparecer no processo.

Para isso, conte com a Code Dojo. Temos professores bem preparados e que poderão auxiliar na sua caminhada para se tornar um programador profissional. Entre em contato e tire suas dúvidas com a gente!

Posts relacionados

Deixe um comentário